quarta-feira, 10 de novembro de 2010

em Kathmandu - 12 de outubro de 2010

Oi queridos!!!!
espero que esteja tudo bem por ai...
Por aqui tudo ótimo. Meio corrido, pra deixar tudo pronto pra sairmos para o trekking, que vai rolar a partir de amanhã, dia 13.
Bom, do começo...
Depois de 26 horas (contando a partir da saída da minha casa...) cheguei em Kathmandu, totalmente cansada e zonza, em função do fuso (+ 9 h com relação ao BR). Mas foi tudo certo, o Manoel já estava me esperando no aeroporto.
A chegada no Nepal é sempre chocante, pois é diferente demais do que vivemos no Br. Outro mundo... O jeito das pessoas se vestirem, como as coisas são organizadas, casas, tudo tudo tudo... Mas, apesar de toda essa diferença, me sinto super bem aqui. As pessoas são super gentis, queridas, e por mais que o trânsito seja um caos, são se vê uma briga, um stress. Parece até brincadeira... mas é verdade! rs. E assim é com tudo. Sempre estão sorridentes e de boa.
Kathmandu cresceu muito desde que vim pra cá, há 12 anos atrás. Muito mais carros e pessoas nas ruas... Mas a sensação de caos ainda é a mesma... rs.  Foi ficar aqui até amanhã, dia 13, qdo vamos todos (eu, Manoel e o grupo) pro trekking do Manaslu, de 16 dias. O grupo é bem bacana, são 3 americanos e 4 brasileiros. Um pessoal mais velho, e provavelmente vamos andar mais devagar na trilha. Mas são super figuras. A maioria nunca tinha vindo pra Ásia, então estão admirados com tudo.
Ficamos uns dias na função de comprar os equipamentos que faltavam pra eles e pra mim (roupas, botas, etc etc etc...). No dia 10 fomos pra Durbar Square, de Kathmandu (KTM) - a praça principal onde era o palácio real nos tempos antigos. Um lugar super bacana, com aqueles prédios típicos desta região (arquitetos, vcs iam adorar!!!). Suuuuper turístico, a cada passo a gente escuta alguém querendo vender algo. Além disso, estamos no meio de um festival, como se fosse o natal + ano novo deles. As ruas, na volta, estavam uma loucura! Realmente, é difícil de entender como as coisas não entram em colapso! Carros indo e vindo de todas as direçoes, um monte de gente andando pelo meio (não tem calçada) além das motos recheando essa bagunça... acho que os americanos ficaram meio impressionados... kkkkk.
Ontem fomos pra uma cidade aqui do lado, Baktapur, que foi outro "feudo". Muito mais bem conservado que KTM, não pode entrar carros - portanto, muito mais silencioso. E lindo de morrer!!!!! Arquitetura fantástica, as pessoas ainda mantém a maneira tradicional de se vestir e outros costumes. Todos amaram o passeio. Pra mim foi muito legal, pois já tinha visitado essa cidade, e foi dos passeios que mais gostei. Depois, demos um tempo pro grupo fazer compras e eu e o Manoel andamos por umas ruas que em geral os turistas não vão.... bacana demais...
Hoje ganhei de presente um voo de helicóptero pela região do Everest!!!! Foi uma surpresa, eu não fazia nem idéia que ia rolar... Acordei as 5.15 am e o Manoel me levou pro aeroporto. E só depois é que fiquei sabendo que eu ia buscar dois clientes que estavam no trekking para o acampamento base do everest e queriam fazer um voo panorâmico pela região. Bom, e lá fui eu e o piloto, voo particular (super chique) saindo do vale onde fica KTM em direção ao Himalaia. Vale embaixo, montanhas cada vez maiores dos lados... putz, muito lindo. Chegamos na vila onde começa o trekking do Everest, Lukla, e de lá (depois de abastecer) fomos buscar os 2 em outra vila. De lá continuamos seguindo na direçao das montanhas. mas estava com muitas nuvens, não pudemos ir até o acampamento base, como era o plano. mas de qquer jeito, foi muito, muito legal. Realmente essa região é indescritível... E ver tudo de cima, voando, putz... sem palavras!!!!
E agora estou terminando de organizar as coisas pra sairmos amanhã cedinho pro trekking. vai ser ótimo, pois ficar muito tempo em KTM cansa... rs.
Estou super feliz com tudo, na pilha de começar esse trekking, que vai ser novidade pra mim.
Até a próxima!
Li